O que é a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica?

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma doença respiratória crônica caracterizada pela inflamação crônica dos brônquios e diminuição da capacidade pulmonar, causando dificuldade para respirar (dispneia) principalmente durante os esforços.

Entendendo a DPOC

Pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica apresentam inflamação das vias respiratórias, dos brônquios e do tecido pulmonar em particular. Normalmente, a DPOC é causada pela fumaça de cigarros ou inalação de compostos nocivos. Essa inflamação leva a um estreitamento das vias aéreas, impedindo a passagem do ar. 

Dependendo do estágio da doença, os alvéolos pulmonares são eventualmente destruídos: isso é chamado de enfisema pulmonar (ou enfisema). O enfisema é, portanto, definido pela destruição dos alvéolos pulmonares e desaparecimento das trocas gasosas que ali ocorrem normalmente, resultando na redução da capacidade pulmonar do paciente. Com isso, o risco de AVC e infarto do miocárdio dobra. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a DPOC é a terceira causa de morte no mundo, atrás apenas das doenças isquêmicas do coração e do acidente vascular cerebral.

Em todo o mundo 210 milhões de pessoas

Afeta 10% da população de 40 a 60 anos

Sintomas da DPOC

Homem sentindo falta de ar ao andar de bicicleta na rua

O principal sintoma da doença pulmonar obstrutiva crônica é a falta de ar (dispneia) aos esforços, seguido por tosse crônica e produção de expectoração.

Esses sintomas inespecíficos da DPOC se assemelham aos da bronquite crônica, levando a um diagnóstico tardio da doença. 

Episódios de exacerbação e piora prolongada dos sintomas como falta de ar (inclusive em repouso), aumento da tosse com ou sem expectoração podem ocorrer devido a uma infecção do trato respiratório inferior (pulmões) e são mais comuns nos estágios avançados da doença, podendo levar a quadro de insuficiência respiratória.

O principal sintoma: falta de ar aos esforços

Você possui dificuldade com algumas dessas atividades?

Se tiver dificuldade para realizar atividades cotidianas como essas, principalmente pela manhã, consulte o seu médico.

80% dos casos de DPOC são atribuídos ao tabagismo.

Outros fatores podem aumentar o risco de DPOC ou contribuir para o seu agravamento:

  • Fumante passivo. Ainda assim, um terço das pessoas que apresentam a DPOC nunca fumou;
  • Poluição do ar é considerada um fator agravante importante, o que aumenta o risco de episódios de exacerbação;
  • Infecções frequentes do trato respiratório inferior na infância podem ser responsáveis ​​pela ocorrência de DPOC na idade adulta;
  • Exposição a poeira e produtos químicos, principalmente relacionados a certas atividades profissionais, é responsável por 15% dos casos de DPOC;
  • Na maioria das vezes, a DPOC leva à diminuição da atividade física e à redução da tolerância ao exercício. Esse declínio da atividade é um fator agravante da doença, causando o conhecido fenômeno da espiral do descondicionamento;
  • Como em qualquer doença multifatorial, também existe um componente genético: um estudo britânico mostrou que fumantes que têm em seu círculo familiar (primeiro grau de relacionamento) uma pessoa que desenvolveu um caso grave de DPOC antes dos 55 anos, estão três vezes mais propensos a desenvolver obstrução das vias aéreas do que fumantes sem história familiar. Esse estudo sugere que fatores genéticos que interagem com o consumo de tabaco influenciam no aparecimento da doença.

Saiba mais sobre a DPOC

Referências

1. Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease. Global Strategy for the diagnosis management and prevention of chronic obstructive pulmonary disease. Mis à jour en 2017; disponible sur http://goldcopd.org/gold-2017-global-strategy-diagnosis-management-prev
2.ERS. Chronic obstructive pulmonary disease in: European lung white book. Disponible sur http://www.erswhitebook.org/chapters/chronic-obstructive-pulmonary-dise
3.http://www.who.int/gard/publications/chronic_respiratory_diseases.pdf
4.www.who.int/mediacentre/factsheets/fs310/en/
5.OMS. Bronchopneumopathie chronique obstructive (BPCO). Aide mémoire N°315, octobre 2014. Disponible sur www.who.int/mediacentre/factsheets/fs315/fr/; consulté le 05/11/2014