Doença Neuromuscular e o uso da Ventilação Mecânica Domiciliar

O que é Doença Neuromuscular?

Apesar de raras, as doenças neuromusculares podem surgir em qualquer etapa da vida, adquiridas ou hereditárias. Por muitas vezes ter caráter progressivo, ela afeta outros pontos do sistema nervoso periférico. Como consequência, podem surgir doenças como: Esclerose Lateral Amiotrófica, miopatías, radiculopatías, neuropatías periféricas, entre outras. É uma doença que afeta significativamente a qualidade de vida dos pacientes.

As doenças neuromusculares englobam um grupo de mais de 200 patologias que levam à fraqueza muscular generalizada, envolvendo membros superiores e/ou inferiores, músculos da orofaringe e da respiração, acarretando dificuldades para engolir, falar e respirar. Elas possuem denominações diferentes conforme o acometimento da unidade motora, podendo evoluir para incapacidade de respirar espontaneamente, sendo necessário receber o tratamento com ventilação mecânica domiciliar.

Esclerose Lateral Amiotrófica – ELA

ELA é uma das doenças neuromusculares mais conhecidas, veja abaixo o motivo e os principais números:

  • 200 mil pessoas no mundo são diagnosticadas com ELA;
  • Entre 12 e 15 mil brasileiros são diagnosticados com ELA;
  • A maioria dos pacientes são homens, entre 40 e 60 anos;
  • No Brasil, o tempo médio para receber o diagnóstico correto é de 10 a 12 meses;
  • A sobrevida média desses pacientes é de 36 meses. 

Assistente de Tosse

A perda da força muscular respiratória e a hipoventilação levam à incapacidade de remoção de secreção das vias aéreas. Neste caso, a higiene brônquica pode ser realizada através de um equipamento para tosse assistida, capaz de reproduzir de maneira eficiente e segura a mecânica da tosse. Indicado desde as fases leves até as fases avançadas da doença.

Equipamentos de alta tecnologia que garante mais qualidade de vida.

Ventiladores Mecânicos Domiciliares

Com a progressão da doença e da fraqueza muscular respiratória, haverá um aumento da dependência do auxílio ventilatório (>16 horas/dia), e é neste momento que se sugere a utilização de equipamentos de suporte à vida capazes de corrigir alterações de complacência e resistência pulmonar como os ventiladores mecânicos domiciliares.

Indicados para funcionar 24 horas por dia, os modelos atuais são leves e portáteis, com bateria interna, podendo ser utilizados também para viagens e passeios, com adaptação a cadeira de rodas e bolsa de transporte.

Segurança no tratamento

Em caso de dúvidas para o uso ou a instalação dos produtos, ligue para 0800 555 0322.

  • Manter o ventilador mecânico domiciliar sobre uma base plana e estável, caso não se faça uso do seu pedestal, para prevenir riscos de queda.
  • Não deixe qualquer acessório do ventilador, como circuito e válvula exalatória, no assento/cama ou sobre outros materiais absorventes quando não estiver em uso.
  • Não fume no ambiente em que o ventilador pulmonar e/ou o cilindro de gás medicinal estiver instalado.
  • Não utilize óleos, gorduras ou qualquer substância para lubrificar as válvulas, os reguladores e as conexões.
  • O ventilador mecânico domiciliar não pode ficar exposto à luz solar direta.
  • O ventilador não pode ser coberto por nenhum material para não ter sua entrada de refrigeração obstruída.
  • Não manter líquidos próximo ao ventilador e seus acessórios, a fim de evitar riscos de choques elétricos.
  • O manuseio de equipamento deve ser realizado apenas por um profissional de saúde habilitado. Os parâmetros ventilatórios não podem ser alterados sem a concordância formal do responsável pela prescrição.
  • Os alarmes não podem ser alterados ou desligados sem prévio conhecimento do médico responsável pelo paciente. No caso de dúvidas em relação a alarmes entrar em contato com Home Care e Call Center do VitalAire pelo telefone 0800 7730322.
  • A Air Liquide proíbe a realização de manutenções e reparos nos equipamentos por parte do cliente/usuário.
  • O ventilador mecânico domiciliar deve ser utilizado exclusivamente sob a responsabilidade de um médico e parametrizado segundo prescrição.
  • A instalação elétrica deve suportar à potência elétrica indicada no equipamento (ver manual do usuário).
  • Utilizar apenas baterias externas ou no-breaks fornecidos pela Air Liquide. Somente ventilador e base aquecida devem estar ligados no no-break. É proibido conectar qualquer outro equipamento eletrônico.
  • É recomendado por questões de segurança, evitar ligar o ventilador e seu no-break a uma extensão de tomadas elétrica.
  • O ventilador, mesmo não estando em uso, deve estar sempre conectado à rede elétrica para evitar que a bateria interna se descarregue. Caso utilizar no-break, o ventilador deve permanecer conectado a este, e da mesma forma, o no-break conectado à rede elétrica.
  • No-break – Verifique diariamente se o no-break está carregado e ligado em um ponto de energia elétrica (sem ser régua de tomada/extensão) que esteja funcionando adequadamente.